Lee Laboratório de Epidemiologia e Estatística
Home Ensino Pesquisa Biblioteca Virtual Outros Setores

Planilha de auxílio à definição de conduta na investigação de doença arterial coronária.

A doença arterial coronária (DAC) é uma das principais causas de morte no mundo. A detecção precoce é importante para prevenir este tipo de ocorrência. O método considerado padrão ouro para avaliar obstruções parciais críticas é a cinecoronariografia, uma técnica invasiva, trabalhosa e cara. Existem métodos não invasivos que podem ser utilizados para estabelecer este diagnóstico. A base do diagnóstico não invasivo da DAC tem sido a análise seqüencial dos fatores de risco e dos resultados do teste ergométrico e da cintilografia de perfusão do miocárdio. Muitos pesquisadores demonstraram que a utilização diagnóstica apropriada da cintilografia de perfusão do miocárdio é naqueles pacientes que têm probabilidade intermediária de DAC. Apesar desta informação ser útil ela é utilizada de forma limitada na prática clínica, devido à dificuldade em classificar apropriadamente os pacientes. Desde os artigos pioneiros de Lotfi A. Zadeh, a lógica fuzzy tem sido aplicada em diversas áreas. Ela é especialmente útil nas aplicações médicas, uma vez que as informações utilizadas no processo de decisão são incertas. Em tese de doutorado defendida na Faculdade de Medicina da USP foi desenvolvido e testado um modelo baseado na teoria de conjuntos fuzzy, com a finalidade selecionar os pacientes que devem ser submetidos à cintilografia de perfusão do miocárdio. Utilizou-se grupo de 1053 pacientes para desenvolver o modelo e outro de 1045 para testá-lo. Comparou-se o desempenho do modelo com o de médicos especialistas utilizando-se curvas ROC e observou-se que o modelo fuzzy têm desempenho igual ou superior a especialistas na seleção dos pacientes que devem ser submetidos à cintilografia, podendo, portanto, ser de grande auxílio ao médico na realização desta tarefa.

Com a finalidade de tornar este modelo acessível à comunidade médica, criou-se uma versão em planilha de Excel® (Microsoft) e a tornou disponível na página da internet do Laboratório de Epidemiologia e Estatística (LEE) do Instituto Dante Pazzanese.

A planilha é auto-explicativa e a partir de algumas informações do teste ergométrico e de fatores clínico-epidemiológicos é possível obter um escore fuzzy para a realização de cintilografia de perfusão do miocárdio e a pertinência de realização deste exame.

É importante salientar que este modelo tem como objetivo auxiliar o médico na sua decisão e não deve ser utilizado em substituição a este.

Para fazer o download da planilha clique aqui.

Referência:

  • Duarte PS. Definição de conduta na investigação de doença coronária obstrutiva utilizando teoria de conjuntos fuzzy aplicada a dados clínico-epidemiológicos, ergométricos e cintilográficos. 2004. Tese (Doutorado em Ciências) - Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo.

Laboratório de Epidemiologia e Estatítisca.
webmaster@lee.dante.br